Shen Chao-Liang

Desde a década de 1970, a sociedade taiwanesa desenvolveu uma cultura de cabaré diferente da dos países ocidentais. Naquela época, os atores eram convidados a entreter todos os tipos de celebrações, desde recepções de casamento a cerimónias religiosas e funerais. Os proprietários dessas pequenas empresas familiares converteram os seus camiões e carrinhas em pequenos teatros móveis, com os quais se deslocavam pelo país. As suas formas singulares evoluíram gradualmente ao longo do tempo. O design e a decoração dos mais de 600 teatros ambulantes que existem em todo o país refletem tendências populares, do mais antigo ao mais moderno: personagens de histórias aos quadrinhos e animação, naves espaciais, cenas de filmes, ícones arquitectónicos e a iconografia de ponta de videojogos e discotecas. A espetacularidade desses camiões-cenário, que podem pesar entre 8 e 15 toneladas é reforçada com sofisticada tecnologia de som e programação de placas de luz, e as performances apresentadas incluem coreografias inspiradas nos mais famosos programas de TV e vídeo clips. Além de cantores, eles apresentam pole-dance, concursos e shows de drag queens, malabaristas e humoristas.