PASHA RAFIY

Pasha Rafiy – TEHRANGELS

Na continuidade de Bad News, uma série de fotografias apresentadas durante os Rencontres d'Arles pela associação Lët'zArles, Pasha Rafiy aborda na sua nova série Tehrangeles questões geopolíticas através de um ponto de vista público e privado. O artista luxemburguês-iraniano com parte da família na Europa e nos EUA e a outra parte no Irão, gosta de brincar com as dicotomias e semelhanças que encontra durante as suas viagens. A sua abordagem fotográfica é caracterizada pelos lugares que escolhe, encontrando o equilíbrio certo entre condição natural e disposição conceptualizada.


Quer essas imagens, obtidas em médio formato, incluam ou não figura humana, elas são sempre o resultado de uma procura meticulosa por detalhes, beleza objetiva, mas também um olhar singular sobre a verdade das coisas. A justaposição entre suas fotografias tiradas no Irão e as feitas nos EUA, permite revogar os estereótipos existentes sobre as diferenças entre as culturas dos dois países inimigos, mas também explorar esteticamente as conivências artísticas entre essas fotografias.


Paul di Felice


BIO


Pasha Rafiy é fotógrafo e cineasta documental.

Rafiy nasceu em 1980 em Teerão, no Irão. A sua família deixou o país em 1985 para se estabelecer no Luxemburgo, onde cresceu. Em 2001, mudou-se para Viena, onde se formou na Universidade de Viena antes de se tornar diretor artístico do jornal diário vienense Die Presse.

O seu trabalho foi exposto, entre outros locais, no Musée d'Art Moderne Grand-Duc Jean (MUDAM) no Luxemburgo (2019) e Les Rencontres d'Arles (2018).

Seu primeiro documentário, Foreign Affairs, foi lançado em 2016.

Rafiy atualmente vive e trabalha em Munique, Alemanha.

Pasha01
pt_PTPortuguese
en_GBEnglish pt_PTPortuguese