PATRICK GALBATS

Patrick Galbats - HIT ME ONE MORE TIME

“Nascido nos anos entre as grandes guerras, o meu avô cresceu num período fortemente influenciado pelo nacionalismo. A Hungria ainda estava em choque ao emergir da Primeira Guerra Mundial do lado perdedor, o que levou à amputação de dois terços do seu território. O jovem Imre Miklos Galbats fugiu da sua terra natal, de um exército invasor russo, no final de 1944. Nunca o conheci, mas a sua ausência alimentou a imaginação do meu filho e, nessa altura, foi o ponto de partida para o trabalho apresentado. Foi através da procura das minhas raízes que pude explorar o país que o meu avô expatriado provavelmente se arrependeu de ter deixado a vida toda.

Patrick Galbats

 

De volta à Hungria regularmente, o fotógrafo luxemburguês Patrick Galbats continua sua busca biográfica sobre os seus ancestrais húngaros. Após uma imersão nesta parte da sua família, que o confrontou com a história, o passado nazi e o renascimento do nacionalismo, desenvolveu diferentes séries com foco nas atuais mutações políticas e seu impacto visual.

Ao fotografar as paisagens carregadas de símbolos e alguns interiores bonitos e estranhos, ele chama a atenção, através da objetiva fotográfica, para os sinais que destabilizam a narração autobiográfica.

A pesquisa visual ao passado, que começou primeiro com certa leveza, confronta cada vez mais uma realidade hoje. Além disso, as suas imagens, que parecem neutras a princípio, evidenciam a crescente nostalgia nacionalista e fascista através de uma série de detalhes sugestivos.

Sem se concentrar diretamente em tópicos importantes, ao evocar alguma tensão latente, ele é capaz, através da pesquisa fotográfica deslocada, de abordar os temas de identidades, nacionalidades, imigração e refugiados de uma maneira muito particular, como a série Hit Me One More Time testemunha.

Paul di Felice, cf. Looking for the Clouds, EMOP 2016

 

Patrick01

BIO

Patrick Galbats nasceu em 1978 no Luxemburgo e desde 2018, vive e trabalha entre Bruxelas e Luxemburgo.

A sua formação na École Supérieure des Arts de l'Image, em Bruxelas, mais conhecida como Le Septante-cinq, colocou-o no caminho da fotografia documental e das reportagens sociais. Em 2002, ao regressar ao Luxemburgo, tornou-se fotógrafo de imprensa. Ao mesmo tempo, produziu reportagens para várias ONGs que o levaram ao Haiti, Etiópia, Filipinas, Bolívia e Camarões. Entre 2010 e 2016, Patrick Galbats cobriu notícias políticas, culturais e económicas para o semanário Lëtzebuerger Land, no Luxemburgo. Encontrará ali uma liberdade artística que irá trabalhar para moldar um estilo, misturando a imagem jornalística com a imagem poética.

O seu interesse na sociedade e nos seus desenvolvimentos levaram-no, desde o início da sua carreira, a envolver-se em projetos pessoais. Durante sua carreira, as paisagens tornaram-se cada vez mais importantes nas suas séries. São testemunhos de uma época, são meios de análise das problemáticas que o fotógrafo se coloca, sem que o ser humano, o seu assunto favorito, desapareça das imagens.

Com Hit Me One More Time, o seu trabalho sobre a Hungria nacionalista, Patrick Galbats publica a sua primeira monografia pela Peperoni Books, em colaboração com o Centro Nacional de Audiovisual do Luxemburgo. 
pt_PTPortuguese
en_GBEnglish pt_PTPortuguese