SOPHIA IOANNOU GJERDING

Sophia Ioannou Gjerding (3 VIDEOS) Homage to Airway :: The Luxury of Choosing Pain  :: Haunting Prop-blem / Sunny BeamS


Homage to Airway tem o seu ponto de partida numa fotografia da década de 1920 que retrata o cão Airway, que era em parte animal de estimação, em parte animal de laboratório para dois anestesiologistas. Os testes ao Airway (via aérea) levaram ao desenvolvimento de um dispositivo que serve para abrir as vias aéreas do paciente. A invenção ficou conhecida como Guedel’s Airway (Via Aérea de Guedel), em homenagem a ambos, médico e cão envolvidos. Airway pode ser uma referência tanto às viagens aéreas quanto à respiração humana, mas também é o nome de um cão. O trabalho também tem o seu ponto de partida numa escultura criada por Friedrich Wilhelm Wolff em 1847: uma escultura de bronze satírica que descreve a primeira experiência da Alemanha com anestesia, realizada num velho urso cego no zoológico de Berlim. No centro da escultura, vemos o urso cercado por vários animais. Vestidos com roupa humana, os animais têm características que apontam para os vários médicos envolvidos na experiência.

The Luxury of Choosing Pain explora a relação entre ser uma imagem, ser um ser e ser um corpo. No filme, seguimos o olhar de uma câmera enquanto paira sobre uma área povoada por personagens virtuais: numa cena, encontramos uma estátua de um ciborgue com um olho de vidro, o olho de vidro tem como modelo um tipo específico de olho de vidro fabricado para os franceses veteranos de guerra chamados Gueules Cassées, os rostos partidos, após o fim da primeira guerra mundial.

Sophi01

Noutra cena, somos apresentados a plantas, que usam sons de flauta como principal meio de comunicação. Através de referências a fenómenos históricos e do envolvimento com o que caracteriza os seres orgânicos e sintéticos, respetivamente, Gjerding põe várias questões sobre o olhar não humano e o assombro ou animismo relacionado com as existências virtuais.

 

Haunting Prop-blem / Sunny Beams investiga a relação entre prótese, imagem e corpo. O espectador encontra um número de personagens que têm um relacionamento alienante consigo mesmos, com seus corpos e membros. O vídeo é acompanhado por um poema, escrito pela própria Gjerding.

 

BIO

Sophia Ioannou Gjerding (mestrado em Belas Artes, Jutland Art Academy, Dinamarca) é uma artista que trabalha em Copenhaga, na Dinamarca. No seu trabalho, Sophia Ioannou Gjerding esforça-se por entender a produção cultural contemporânea de imagens e como a tecnologia de imagem recente cria novas perspetivas visuais e dimensões espaciais. O seu trabalho investiga correspondência e coincidências entre imagens e ideias diferentes, muitas vezes opostas, tal como o domesticado em relação ao selvagem ou o físico ao metafísico. Gjerding desenha imagens do seu contexto específico e cria novas composições animadas, paisagens sonoras e instalações como parte de um exame e reflexão contínuos sobre o mundo da imagem contemporânea.

pt_PTPortuguese
en_GBEnglish pt_PTPortuguese