ATELIER DE LISBOA

Normal 0 21 false false false PT JA X-NONE /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin:0cm; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Cambria",serif; mso-ascii-font-family:Cambria; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Cambria; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-fareast-language:EN-US;}

ATELIER DE LISBOA - 25.09 a 10.10

The worst case scenario – organização de Daniel Malhão

(inaugura a 24 de Setembro às 18h)

Rua João Saraiva, 28ª - 2º, Alvalade, Lisboa

2ª a sáb. 15h00 > 19h30


Cláudia Florêncio :: Francisco Osório :: Irina Konova :: Isabel Romero :: Rui Delgado Alves

 

BIO

Cláudia Florêncio nasceu em Lisboa, Portugal em 1979. Background académico na área da saúde, economia da saúde, biologia e sustentabilidade tendo o Mestrado Social-Ecological Resilience for Sustainable Development realizado no Stockholm Resilience Centre (Universidade de Estocolmo, Suécia).

O gosto pela fotografia iniciou-se na adolescência. Completou o curso profissional de fotografia em 2014 na Associação Portuguesa de Arte Fotográfica. Desde 2009 fez a cobertura de eventos de empresas (Novartis e EDP), ONG (e.g. Greenpeace, Suécia) e da Reserva da Biosfera da Unesco Kruger to Canyons (África do Sul). Adicionalmente, trabalhou como fotógrafa em peças de teatro; concertos; festivais de cinema, nomeadamente, Indie (Lisboa, 2014 e 2016), Stockholm International Film Festival (Estocolmo, 2014), Frames Portuguese Film Festival (Estocolmo, 2014) e Kino (Lisboa 2016); e provas desportivas, Azores Trail Run (Fail, 2015) e EDP Billabong ProCascais (2017).


Normal 0 21 false false false PT JA X-NONE /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin:0cm; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Cambria",serif; mso-ascii-font-family:Cambria; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Cambria; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-fareast-language:EN-US;}

Expôs projetos fotográficos em Lisboa (Under the lights, 2015; Multiple Places, 2016; Caught in Nets, 2016), Estocolmo (Reconnecting People and Nature – 2015; Seeds of Change - 2016) e Londres (Nothing but time, 2017). Tem dois livros publicados (Nothing but time e A Post-Travel Journal) como parte do Coletivo Fragma.

Desde o início de 2019 que está ligada ao Atelier de Lisboa, onde realizou vários cursos e terminou recentemente o Curso de Projecto com tutoria de Daniel Malhão.

Como autora, os temas que aborda focam-se principalmente em questões sociais e ambientais, com o objetivo de informar o público e de despertar consciências; e mais recentemente a temática da família.

 

Francisco Osório centra a sua prática artística em torno das questões do registo e da representação do espaço, conferindo aos objectos que recolhe ou regista um carácter de construção e de desmaterialização autoral desses mesmos. O seu trabalho não tem um começo nem um fim obrigatório, mas centra-se no percurso de experimentação e documentação processual contínua – do registo à sua compreensão, desta à sua desconstrução, e ao retorno a um novo registo.

Nasceu em Lisboa, Portugal, em 1987, onde vive e trabalha. Tendo a arquitetura como background, frequentou o curso de pintura da Ar.Co Centro de Arte & Comunicação Visual (2011-2013) e completou o Masters of Fine Arts na Chelsea School of Arts, em Londres (2015-2016). Desde 2018 está ligado ao Atelier de Lisboa, onde terminou recentemente um Projecto Avançado de Fotografia e Edição com tutoria de Daniel Malhão. Em 2018 esteve no Pico de Refúgio, Açores em residência artística com António Júlio Duarte e em 2019 em residência na Careyes Art Foundation no México. O seu trabalho tem sido incluído em exposições individuais e coletivas, em instituições e galerias tais como: Careyes Art Foundation, Mexico; Espaço Real, Lisboa; Arquipélago - Centro de Artes Contemporâneas, São Miguel, Açores; Plantea Estudio Pavilion, Madrid; Experimento, Madrid; TAL Gallery, Cascais; Foco Gallery, Lisboa; Cookhouse Gallery, London; Punctum, London; Mills Centre Gallery, London;

 

Irina Konova nasceu em Moscovo.

Mudou-se para Lisboa para continuar a sua investigação científica e a fazer um doutoramento em Psicologia.

Desde 2017 estuda Fotografia no Atelier de Lisboa e no MEF (Movimento de Expressão Fotográfica), tendo participado em projectos supervisionados por Bruno Pelletier Sequeira, Federico Clavarino, Daniel Malhão, Luís Rocha e Augusto Brázio.

 

 

Isabel Romero

São Paulo, Brasil

Artista Plástica – Paisagista, Vive e trabalha em Lisboa

Estuda no Atelier de Lisboa desde 2015 onde realizou o Curso de Projecto I e II entre 2015/2017 com a orientação de Bruno Pelletier Sequeira e o Curso de Projeto com Daniel Malhão em 2019/2020

Participou na exposição coletiva, A Cidade, Confeitaria, Atelier de Lisboa, Alvalade, Lisboa, 2017 com curadoria de Bruno Pelletier Sequeira

Realizou e produziu a exposição individual Córtex, no MUHNAC - Museu de História Natural e da Ciência, Jardim Botânico, Lisboa, 2017

Tem trabalhos em diversas coleções particulares e na coleção de Fotografia do Atelier de Lisboa.

 

RUI DELGADO ALVES

Lisboa, Portugal, 1961.

O gosto pela fotografia começou na infância e adolescência. Sessões de diapositivos promovidas pelo seu avô e pelo seu pai, com imagens da família ou de viagens, eram frequentes em casa. Desde essa altura que a fotografia o acompanha com maior ou menor intensidade.

Licenciou-se em Sociologia pelo ISCTE em 1988.
Desde o ano 2000 e até à presente data tem desenvolvido trabalho profissional nas áreas do design gráfico, multimédia e publicidade, primeiramente como freelancer, mais tarde como quadro de um grupo internacional de serviços na área da indústria.

Completou em Lisboa o Curso Profissional de Fotografia do Instituto Português de Fotografia entre 2002 e 2004, e finalizou em 2006 o primeiro nível do Curso de Design Gráfico e Multimédia da escola Restart. Completou em 2008 o nível 4 do programa de fotografia da escola ar.co: Fotografia Aplicada e Projeto. Na mesma escola, frequentou ainda o Curso Avançado de Fotografia.

Completou em Junho de 2020 o Curso de Projeto em Fotografia da escola Atelier de Lisboa, com a orientação de Daniel Malhão.

É membro do Creative Photographers Collective, conjuntamente com alguns colegas do Atelier de Lisboa. Participou em algumas exposições coletivas no âmbito dos cursos que frequentou.

pt_PTPortuguese
en_GBEnglish pt_PTPortuguese